Forte dos Reis Magos, em Natal, é joia da colonização portuguesa

671
Forte dos Reis Magos é um passeio imperdível

 

Natal, capital do Rio Grande do Norte, recebeu o título do ar mais puro das Américas, segundo pesquisa realizada pela NASA (Agencia Espacial Norte-Americana). Suas avenidas e estradas largas sempre indicam o caminho das praias paradisíacas. Na direção das praias ao norte da capital foi construída a ponte estaiada Newton Navarro, mais conhecida como ponte de Todos.

A obra faraônica é a mais alta ponte de cabos de aço do Brasil e em seus 2 km de extensão tem um dos visuais mais encantadores do Nordeste. Dali você pode observar a praia da redinha e  o encontro do rio Potengui com o oceano tendo o forte dos Reis Magos incrustado no cenário.

O forte foi construído em 1598 por Mascarenhas Homem e Jerônimo de Albuquerque em formato de estrela. O forte dos Reis Magos é um ícone na historia do Brasil e em seu interior está o Marco de Touros. O primeiro desembarque de colonizadores  portugueses no Brasil ocorreu no dia 7 de agosto  de 1501. A expedição comandada por Gaspar de Lemos e André Gonçalves demarcou em solo potiguar o primeiro monumento de posse da coroa portuguesa nas novas terras.

Ponte estaiada Newton Navarro, mais conhecida como ponte de Todos
Ponte estaiada Newton Navarro, mais conhecida como ponte de Todos

Tombado e reconhecido com monumento nacional, o marco encontra-se no complexo da fortaleza. É uma pedra calcária com 1.28 de altura  com 0.30 de largura. Esculpida na pedra observamos em uma das faces o relevo da Ordem de Cristo e logo abaixo, o escudo de Portugal.

O acesso ao forte é um passeio prazeroso. O visitante caminha por uma passarela ao lado do rio Potengui entre a praia e os arrecifes. Na entrada do forte, somos recebidos pelas imagens dos Reis-Magos Gaspar, Melquior e Baltasar. O lugar onde foi construída a fortaleza estava estrategicamente posicionado para defender as posições da futura vila. O forte  foi sendo construído e restaurado ao longo dos séculos. Suas muralhas são imponentes e no pátio interno podemos visitar e conhecer as dependências da casa de comando, alojamentos e os depósitos.

Canhões e instalações do forte
Canhões e instalações do forte

No interior do forte temos banheiros, lanchonete e uma loja de artesanato onde muitos causos são contados. Guias locais orientam detalhadamente a história das batalhas e a invasão holandesa.  Em seus calabouços muitos nobres, piratas e políticos permaneceram trancafiados em condições calamitosas. No andar superior, todos os  canhões são originais e encontram-se encravados na murada. Os canhões apontados para a cidade pesam 400 quilos e os para o mar são de 800 quilos, obviamente para lançar petardos de longo alcance.

Foi tombado pelo patrimônio histórico e artístico nacional em 1949. Quando for a Natal não deixe de visitar o Forte dos Reis Magos. Uma verdadeira joia arquitetônica do período da colonização portuguesa.

Meu Instagram @verissimoarthur