Bate e volta! Turismo rural em SP é de dar água na boca

451
Café da manhã da Fazenda Maravilha

O turismo rural possui um cenário fascinante pelo Estado de São Paulo e, óbvio, por todo o Brasil. Muitas fazendas do século XVII, XIX e início do século XX oferecem um cardápio sedutor de cavalgadas, farta culinária, observação de aves, lagos, charretes e muito sossego. Recentemente, fui convidado para conhecer uma fazenda Paulo que faz parte deste circuito, pertinho da cidade São Paulo.

Fazenda Maravilha em Atibaia
Fazenda Maravilha em Atibaia

Distante 70 km da capital, a cidade de Atibaia oferece aos turistas muitos passeios e o suprassumo do turismo rural. Fui recebido pelos anfitriões da Fazenda Maravilha, que me induziram a degustar as iguarias do café da manhã da roça. O ambiente acolhedor da sala de visita com sua decoração colonial destacava um fogão a lenha em funcionamento. Aproveitei para me abastecer de suculentos bolos, sucos, queijos e geleias. Dona Ana Maria, a matriarca, irradiava simpatia contando as histórias da propriedade.

Fazenda Maravilha em Atibaia
Alambique da Fazenda Maravilha em Atibaia

A fazenda foi fundada em 1860 e toda a sua saga está preservada nas lembranças, edificações, senzala e atividades. Sou conduzido por Alexandre, filho de dona Ana Maria, até o prédio onde existe um alambique de 1910.  Fico estarrecido com a moedeira e toda a estrutura e zelo na preparação da cachaça. Sim, leitores, estou falando na “bendita marvada”, água que passarinho não bebe, na pinga, na manhosa, na branquinha, que é preparada artesanalmente em um gigantesco alambique de cobre do período colonial.

turismo rural

Existem mais de 700 sinônimos, melhor dizendo, apelidos para a cachaça. São nomes de pássaros, árvores, humores, lugares, luxúrias e capetas de toda espécie. A cachaça possui um dialeto próprio, construiu sua história, invadiu as mesas dos compositores e virou símbolo desse mosaico único chamado Brasil. A cachaça está presente em todos os estados, possui mais de dois mil fabricantes com uma produção de 800 bilhões de litros por ano.

Produção de cachaça
Produção de cachaça

O alambique da Fazenda Maravilha parece uma peça de filme de ficção científica. A cachaça que é produzida por lá é em seguida envelhecida em imensos tonéis de carvalho, jequitibá rosa e amendoim. O néctar dos tonéis se transforma nas duas marcas de cachaça artesanal da fazenda: Don Pedrito e Maracanã. No local também acontece “Oficinas de Cachaça” onde inicia o processo de aprendizagem aos sommeliers para a nossa branquinha o “cachacier”. Ali o curioso adquiri todos os conhecimentos das etapas de produção , vivenciando o processo desde a moagem ao envelhecimento. Imperdível. Vai lá!

turismo rural

Sim, acredite se quiser, a cachaça teve até mesmo seu próprio levante em 1660: a Revolta da Cachaça. Tudo ciúmes da bagaceira. Caindo nas vendas e esquecendo produtores portugueses, a coroa sobretaxou o produto brasileiro. Não adiantou, e, de cabeça erguida, a cachaça foi para a clandestinidade. Os portugueses tiveram que se conformar com a preferência nacional e voltaram atrás com a sobretaxa.

E não é por acaso que foi com a cachaça que Dom Pedro brindou ao proclamar a Independência do Brasil. A branquinha continua sendo produzida até os dias de hoje, e acompanha a história do Brasil. Cada vez mais, ganha status de bebida sofisticada, com o aval de chefes renomados, seja para drinks ou para fazer pratos diversos, inclusive a sobremesa.

 

Me sigam também no Instagram @verissimoarthur