Uma volta pela bela capital mineira de Tuk-Tuk

Popular na Ásia e América Latina, veículo é opção barata para tour em Belo Horizonte

936

Um dos transportes mais populares no planeta. Circulam por todos os cantos possíveis e inimagináveis na Terra. Sua aparência não é de designs arrojados e famosos. Com visual modesto e retangular parece um pacote de pão de forma sobre três rodas. Com baixo custo e manutenção simplificada, o Tuk-Tuk (motocar, auto-rickshaw, trishaw) é um veiculo de três rodas muito popular na Ásia, América Latina e começou a aparecer no Brasil. Fui a Belo Horizonte para curtir a versatilidade e carisma deste triciclo e passear pela capital mineira.

DSC_9643

A Tuk-Tour é uma empresa que oferece cinco passeios personalizados pelas ruas, parques e atrações da cidade. O local de saída é na Avenida Afonso Pena, em frente do hotel Quality. Quando vislumbrei o bólido, foi amor a primeira vista. O motorista Caetano, conhece todos os rincões e belezas de BEAGÁ. Lá fomos nós para o circuito Serra do Curral e Mangabeiras. Na subida, o veículo navega suavemente e tímido. Na superfície lisa, o Tuk-Tuk desliza destemido e com força.   Chamávamos mais atenção do que desfile de lingerie na Savassi – bairro famoso e boêmio.

 

DSC_9645

A aparência exótica do veículo exalava curiosidade. O escudo e parte da cabine são de metal. Suas laterais e o teto são cobertos por uma lona plástica amarelinha, igual as capotas de jipes. Bem jeitosinho. Suas janelas são de plástico transparente e móveis. Uma charrete sofisticada, motorizada e completamente diferente dos veículos que todo mundo está habituado a ver e a circular. Nossa MTX 150 possuía, de quebra, freio a disco na frente e rodas de liga leve. O consumo médio do triciclo é de 30 km por litro e o tanque comporta 13 litros.

DSC_9654

Segundo historiadores, o vocábulo “riquixá” vem da palavra japonesa jinrikisha, que literalmente significa “veículo de tração humana”. Os primeiros surgiram em Tóquio em 1868 e facilitaram a vida na cidade. Foi um sucesso. Em 1872, circulavam mais de 40 mil riquixás pelas ruelas de Tóquio. O exemplo na capital japonesa espalhou-se por toda a Ásia transformando o transporte público para sempre. A evolução seguiu para os ciclo-riquixá até chegar aos motorizados.DSC_9659

Evidentemente que o motokar (Tuk-Tuk) é desconhecido no Brasil. No Peru, este indomável veículo revolucionou e facilitou a vida de milhões de pessoas. Circulam mais de 500 mil mototaxi pela selva, costa e serra. Além da economia, leva passageiros, cargas e protege as pessoas do sol, vento e chuva. Quando for a Belo Horizonte, recomendo dar um rolezinho de Tuk-Tuk.

DSC_9660

*Me siga também no Instagram: @verissimoarthur