Varanasi, na Índia, é a cidade mais antiga do mundo, segundo os hindus

Bilhões de peregrinos dirigem-se até seus santuários, templos e ao sagrado Rio Ganges

1257

Na margem esquerda do sagrado Rio Ganges está assentada Varanasi, também chamada de Benares e Kashi, tradicionalmente conhecida como a cidade eterna que sobrevive aos tempos. Sua divindade padroeira é o deus Shiva, que junto ao Brahma e Vishnu fazem parte da tríade fundamental do hinduísmo. Números oficiais dizem que o panteão dos Deuses indianos seja de 330 milhões. Extraoficialmente, a conta chega à casa do bilhão.

Varanasi. Foto: Fernando Costa Neto
Varanasi. Foto: Fernando Costa Neto

Para se ter um ideia do efervescente caldeirão espiritual e histórico indiano, este país foi o berço do hinduísmo, do budismo, sikhismo e jainísmo. Varanasi é o mais importante local de peregrinação dos hindus, assim como as cidades de Meca e Medina são para os muçulmanos. Ao longo dos séculos, bilhões de peregrinos dirigem-se até seus santuários, templos e ao sagrado Rio Ganges, onde um caleidoscópio de culturas, criaturas e o caótico estilo de vida hindu manifesta-se diante dos sentidos do viajante.

karma6

Não há como passar indiferente pela estrada principal que leva a região dos embarcadouros, os ghats. Nesta aventura de atravessar a cidade, as complicações são múltiplas. A grande maioria dos motoristas e pedestres não respeitam as leis do trânsito. A direção dos veículos são do lado direito, como na Inglaterra, e todos andam em zigue-zague com a mão na buzina.

homens na ruaUm turbilhão de pessoas, animais, veículos, bicicletas e criaturas aladas convivem pela estreita avenida. Quando se chega aos ghats perde-se a noção do tempo, as convenções são abandonadas, os horários deixam de existir. Observar o nascer do sol naquele horizonte empoeirado e cercado de mistérios me deixou em suspenso. O que é aquilo? Para mergulhar naquela atmosfera e tentar entender um tiquinho, recomendo alugar um barco e percorrer o sagrado Ganges. Existem dezenas de embarcadouros nos limites de Varanasi, dois deles são utilizados para a cremação de corpos. Ali, qualquer hindu ortodoxo é cremado. Minhas reações oscilavam da aversão, alegria e a mais pura impermanência.65_145

Pela manhã, à beira do Ganges, é inacreditável a quantidade de criaturas. Pessoas escovando os dentes, mulheres lavando roupas, ocidentais boquiabertos, famílias divertindo-se, pescadores lançando suas redes, yogues fazendo seus asanas e contorções, saddhus meditando e centenas de hindus praticando suas preces matinais fazem parte desta exuberante experiência ao amanhecer. É impossível estabelecer uma data neste turbilhão: poderia ser uma manhã qualquer do século III ou um episódio da série ‘Túnel do Tempo’ no ano de 1643.DSC_6324

As pessoas comportam-se como seus antepassados em um cenário atemporal, como se elas próprias tivessem mais de mil anos. A paisagem é maravilhosa. Os efeitos da luz causam sobre qualquer pessoa um efeito paralisante. Como observou o escritor Thoman Mann, “presenciar um grande espetáculo natural inibe o desejo de criar”. Uma manhã como esta é intraduzível, uma experiência de viver 10 anos em um dia.

grande copyPelos corredores e vielas da velha Varanasi, um labirinto repleto de surpresas aguarda o viajante: odores de incenso, suor, urina e temperos me deram a sensação de estar percorrendo o interior de um corpo. Inúmeros artesãos e artistas das mil e uma noites comercializam artigos belíssimos de seda, bordados, vestidos, mantos, pedras preciosas, peças e estatuetas de bronze. Templos, santuários e imagens dos deuses Shiva, Durga, Ganesh, Hanuman, Kali, Vishnu estão espalhados por todas os cantos e prateleiras de Varanasi. Para alguns ocidentais, o cenário é impactante; outros entram em sintonia e mergulham profundamente no caos e espiritualidade hindu. Não há como escapar ileso. Namastê.arthur em Simla

Hotéis
Palace on Ganges. Seus quartos são decorados com temas do rajastão e outras regiões da Índia. As refeições são excelentes. Há wi-fi e outras mordomias.

Gateway Hotel Ganges. Já fiquei neste hotel por 3 vezes. Suas acomodações são amplas e arejadas. A comida é excelente e os serviços de marajá. Os jardins são uma dádiva. Depois de um dia de caminhada pelos corredores e escadarias dos ghats, nada melhor do que relax, massagem, comida e uma excelente música.
DSC_0247