Festival Kumbh Mela, o mais antigo festival religioso da humanidade que é uma mega-rave

Festival hindu acontece em ciclos a cada 12 anos na Índia

1359

O Kumbh Mela é o festival religioso mais antigo da história da humanidade. Esta mega-rave atemporal se alterna entre as cidades sagradas de Allahabad, Ujjain, Hardiwar e Nassik em ciclos que se repetem a cada doze anos. Nesta última lua cheia (22 de abril), iniciou-se o Khumbha Mela na cidade de Ujjain. Banhada pelo rio Shipra e localizada no estado de Madhya Pradesh, o festival em Ujjain terminará no dia 21 de maio.arthur em Simla

Para você se situar, caríssimo leitor, no festival de 2001 na cidade de Allahabad, ocorreu a maior aglomeração de seres humanos na história da Terra. Nada mais que 80 milhões de pessoas banharem-se nas águas sagradas dos rios Ganges, Yamuna e do mítico Saraswati. Alguma dúvida, basta consultar o famoso Guinnes Book of Records e os números assombrosos saltarão das páginas.DSC_6363

Tive a oportunidade nesta vida de estar presente no Kumbh Mela nas quatro cidades, onde fotografei, registrei e captei imagens inacreditáveis. A história e mitologia do festival estão inseridas nos livros sagrados hindus. O megafestival já acontecia séculos antes de Cristo. O primeiro registro escrito só foi feito no século 7 d.C pelo viajante chinês Hiuen Tsiang, que naquele período calculou 500 mil pessoas no evento.OU5A4838

A época e duração do festival estão intimamente ligadas pelo alinhamento dos planetas e o movimento de Júpiter pelo Zodíaco. O mito se baseia na grande batalha entre os Deuses e os Asuras (Demônios) pelo pote sagrado que continha o néctar da imortalidade (Amrita). Segunda a crença, o Deus Vishnu (que sustenta e mantém o universo) capturou o vaso e na batalha quatro gotas no néctar caíram nas quatro cidades sagradas. Desde então, a cada doze anos celebra-se o contato da substância divina com a Terra em seus respectivos rios.

O frenesi da multidão é alucinante. O néctar, a fé, a devoção arrastam milhões de peregrinos para se purificarem nas águas sagradas em datas pré-estabelecidas segundo o ciclo lunar. As noites de lua Nova e Cheia são os dias mais auspiciosos para os banhos. Estar presente no Kumbh Mela e mergulhar nas águas sagradas tem como objetivo purificar os peregrinos dos pecados cometidos nesta encarnação e em vidas passadas, de acordo com os preceitos hinduístas.IMG_3991 OU5A1412

Percorrer os acampamentos do gigantesco complexo foi uma experiência vital naquela torre de Babel. Recordo-me que à medida que penetrava as artérias meus sentidos se aguçavam, a cada passo. Ruídos, música, odores, carroças, camelos, macacos, elefantes, aberrações, criaturas de outras eras explodiam e se materializavam diante do cenário. Um imenso caleidoscópio rasgava a minha retina. Astrólogos, videntes, sanitaristas (analisando os efeitos e grau de contaminação e imundície da sagrada água) interagiam lado a lado com representantes do budismo e catolicismo na área reservada para a mídia internacional.

Os grandes personagens desta imensa colcha de retalhos são conhecidos como Saddhus, os homens santos. Os Saddhus são os monges do hinduísmo, que renunciaram a vida social, sexo, família e vivem como nômades ou em retiros nas montanhas sagradas do Himalaia. Estes homens seguem com muita disciplina e sacrifício a realização e purificação espiritual. Um emaranhado de seitas, organizações, tribos e fundamentalistas expõem seus conhecimentos e crenças pelos acampamentos no imenso formigueiro humano. Não se esqueçam que estamos falando de 70 milhões de criaturas, juntinhas, coladinhas.IMG_1207

Experimentei diversos momentos no estilo “acredite se quiser”. O mais impagável foi quando conheci um figuraça de nome Amarbathi UduBahu. O cara permanece pagando uma promessa com o braço esquerdo levantado há mais de 30 anos. Com a mão direita (a boa) abençoa os milhares de fieis e aproveita os intervalos para fumar um cachimbo cônico (chillon) repleto de tabaco e haxixe .

Estes discípulos de Shiva, Kali, Vishnu e outras divindades vivem isolados da sociedade e suas raras aparições acontecem no Kumbh Mela, quando praticam seus rituais e demonstram seus poderes sobrenaturais. Quem se habilita?

DSC_0153 DSC_0760 DSC_0894 DSC_0908 DSC_1016 DSC_1041